Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

2 Nabos na Púcara

Dois autênticos nabos que resolveram criar isto para vir falar de coisas, cenas e algo mais.

31
Ago16

"HOMOS SERIUS"

É com especial tristeza que acho que o Homem de hoje é essencialmente um individuo triste e na maior parte das vezes angustiado consigo e com o que o rodeia.

Olho para as pessoas e nesse instante, mesmo que por vezes até esteja a sorrir para mim, noto uma tristeza tão profunda que acaba por deitar abaixo aquele sorriso disfarçado pelo seu próprio vazio.

Quando tento fazer uma piada com alguém, em especial as pessoas que conheço mal, não é a primeira nem será a última vez que o outro me trespassa com um olhar de quem vai carregar a arma para me fuzilar.

Costumo ter o grande antídoto para quando isto me acontece e digo logo... “epá...estou a brincar contigo!”.

Na realidade estou mesmo a brincar, com o intuito de provocar uma reação simples na pessoa, mas também não deixa de ser verdade que a grande maioria as vezes nem reage, porque simplesmente nem sequer me ouviu. (o que às vezes me dá um certo  jeito, porque eu tenho dias que me estico!)

As pessoas andam a dormir ou a caçar bonecos virtuais, porque não aguentam estar com elas próprias de tão aborrecido que suponho que deva ser.

Tenho um amigo, que leva a vida tão a sério que da última vez que se riu, foi no dia que soube que tinha sido despedido, por excesso de zelo.

- Oh Zé (nome fictício), você assusta os clientes com essa cara!

O “Zé”, trabalhava num balcão de atendimento ao público num serviço técnico de uma conhecida empresa de telecomunicações e ao que parece os clientes falavam com ele e ele não tirava aquele ar sério, de quem e a qualquer momento estava prestes a fazer o arremesso do telemóvel ao lóbulo frontal da pessoa.

Este meu amigo mudou de vida e hoje trabalha numa funerária e acreditem que é um tipo que mudou a sua vida!

Ao que parece este meu amigo encontrou a alegria de viver num local, onde eu e muitos não seriam capazes de entrar quanto mais sermos felizes.

Apenas por curiosidade, a sua mulher, diz que o nunca viu tão feliz!

Tive um professor que costumava dizer, que as pessoas deviam ser obrigadas a passar pelo menos 20 minutos por mês sentadas num banco de um cemitério, só a observar!

Dizia ele que isso as faria acordar para a vida.

Na altura não percebi, hoje percebo.

E isto tudo para quê?

Para dizer que, não levem isto tão a sério, que brinquem com a vida e que se divirtam.

Isto passa rápido!"

NaboDias.jpeg

 

Sigam-me

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D